domingo, 7 de dezembro de 2008

Imaculada Conceição de Maria Santíssima


Maria no tempo do Advento ocupa um lugar de destaque. E esta solenidade de sua Imaculada Conceição se encaixa perfeitamente neste tempo sagrado do Natal. Celebrar Maria concebida sem a mancha do pecado é celebrar os méritos infinitos de Jesus que para vir ao mundo se fez criança do ventre puríssimo de Maria por obra do Espírito de Deus. Para que Jesus recebesse uma morada digna de sua pureza e alteza, Deus, por sua misericórdia e poder, quis antes dos séculos guardar a pureza de Maria e não permitir nela a presença do pecado. Nela assim como em seu Filho não foi encontrado pecado algum, em vista mesmo dessa Divina Encaranação, pois o "Puro não pode habitar no que é impuro." Assim, Maria, transcendendo tudo o que é humano alcançou de Deus o sublime dom de ser TODA CHEIA DA SUA GRAÇA, conforme diz o Anjo Gabriel na Anunciação do Verbo. Ser toda cheia da Graça de Deus a faz portadora das mais altas honras do céu depois de Deus. As glórias de Maria inundam o céu e a terra, encanta os homens e os anjos e faz tremer os demônios, pois já no início Deus diz: _ porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descedência e a descendência dela. Ela lhe esmagará a cabeça e tu lhe ferirá o calcanhar...". Estava estabelecido que só há duas descendências a saber: a da mulher e a da serpente. O ódio de Satanás à mulher é também pelo motivo de sua eleição como Mãe de Deus, THEOTOKOS, como portadora e dispensadora de todas as graças de Deus, e a destruição deste inimigo da mulher é feita pela descendência dela, o próprio Jesus, encarnado em seu seio virginal, destruidor da morte e do pecado. Recebemos do céu o remédio para nossas feridas, o bálsamo sagrado, a água purificadora e acima de tudo o Pão do céu, Maná eterno, alimento de nossas almas, alimentado com o leite de Maria sempre Virgem concebida sem o pecado original. E pela bondade e compaixão do nosso Deus, o Sol Nascente nos veio visitar, veio habitar conosco, experimentar de nossa existência, exceto o pecado.
Em vista da Encarnação do verbo de Deus a Igreja celebra a Imaculada Concepção de Maria no seio de Ana. A jovem Filha de Davi foi fecundada sem a mancha do pecado de Adão e Eva. Ela que ao ser saudada pelo Anjo com o AVE troca de EVA o nome, simbolizando desde já, agora na plenitude dos tempos, a nova criação que foi realizada por Jesus no Alto da Àrvore da Cruz, Jesus como novo Adão e Maria como nova Eva, já livres do pecado, conforme vontade do Deus Altíssimo.


Ora pro nobis Sancta Dei Genitrix, ut digni efficiamur promissionibus Christi. Àmen.


2 comentários:

DIEGO RABELO disse...

Ó Grande Imaculada guarda-nos em teu Seio Virginal!

Amandoooo o blog! T´show! =)

Bruno Augusto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Related Posts with Thumbnails