quarta-feira, 30 de junho de 2010

6 meses


Meio do ano!

Meio do livro!

E olha que imaginei uma história bem diferente pra ele. Mas nem tudo que se escreve é agradável, mas escrito está, acontecido, é fato! Resmunga-se ao pé do ouvido um lamento ou outro. São seis meses de vida mais intensa que praticamente todo o restante da vida. Perna longa, corrida de estádios, desejos que se realizaram com mágica e pessoas incríveis em tão pouco tempo.
Livros e mais livros sobre a mesa, é dizer o que não se pensa pensando em dizer, e sonhando muito. Uma paranóia de psicologia! Nem dr. Freud vai explicar.
Um século em 6 meses, parte de nós, descobertas, me sinto com um bandeirante que desbrava sua própria vida. Liberdade é a palavra!
Libertas quae seras tamem! Assim escreveram em nossa flâmula amada. Ainda que tardia, quero a liberdade. De falar, de ser, de pensar, de cantar e ouvir música alta. De ser além do que imagino, de lutar e de proteger.
Expressão da vida, da fé, daquilo que se acredita e se morre.
Deus? para muitos uma loucura! Para nós, misericórdia, presença...
Não ser libertino, não há necessidade de se firmar no mal, ..., e muito menos confundir a liberdade com a libertinagem. Porém, os olhos dos supostos "adultos" não vêem com tanta tolerância a felicidade alheia. Primeiro momento? Reprovação... e eu? Me aniquilo? E eu com isso!!!!!!
Meu discurso? O que acredito! Minha palavra? A liberdade! O tempo? O que me é dado, ou seja, o hoje! Seis meses, apenas seis meses...

4 comentários:

Vanessa disse...

Nossa....adorei....
liberdade e a palavra!!!

Bruno Augusto disse...

Libertas quae seras tamem!

eis nosso lema querida Vanessa... só quando nos convencermos de que nós optamos por ela, ai sim ela realizará.

Flor de Lys disse...

Esse texto tocou fundo meu coração... 6 meses... 7...
A gente planeja, mas acontece td diferente... e quando paramos pra analisar o que se passou, parece que nada aconteceu, que desesperooo! rs
Mas sempre acontecem coisas e nada é por acaso... tudo tem um propósito que talvez a gente só perceba lá na frente...

To passada com esse texto. rs
Obrigada por escrevÊ-lo.
Beijo n'alma!

Bruno Augusto disse...

Flor..."o que se leva da vida é a vida que se leva". diz o poeta...

foi meio baseado nisso que eu me inspirei... meus seis meses foram demais, foram terríveis e foram lindos, foram coloridos e líquidos... kkk.... futebolístico e apaixonante... Perto do 7, da perfeição, do estado de benignidade máxima. Me abri muito nesse tempo e cresci de igual forma. Por isso se fez necessário a sua lembrança....

Related Posts with Thumbnails