quarta-feira, 21 de julho de 2010

depois de Ontem


depois de ontem
daquele dia mágico
em que comemorar era preciso
alguém tão especial como você.

Você que é presente
e que quando ausente
morrer faz,
um coração amante.

Teu som musicado
teu choro melado,
teu abraço encantado,
teu beijo estalado.

E no peito guardado
sentimento de amor,
chorado, jurado,
sacramentado no altar do Senhor.

Amor de amigo,
de peito furado
aberto, rasgado, e
no interior guardado.

Foi ontem, é hoje
amanhã será,
mais forte do que nunca
um dia ou dois...

Pra nunca esquecer,
pra não lamentar,
pra não se chorar,
para não estranhar.

Amigo de capa,
de luz, de trevas
de noite e de dia
de bar ou boêmia.

De laço, de corda
de roupa ou fantasia,
de hábito ou a reveria,
cantando poemas de amor.

Sou teu sendo meu
és meu sendo teu.


Feliz dia do Amigo! (atrasado só no calendário)


6 comentários:

Gaby disse...

"só vc pra dar a minha vida direção, o tom, a cor..." saudade de vc meu amigo...

Gaby

Flor de Lys disse...

Belo poema, amigo...
amigo de capa, ou boêmia. rs
Assim é que deve ser!
Meu carinho amigo a vc!

Bjs.

Bruno Augusto disse...

Gaby, vc é um encanto... um bjo pra vc

Bruno Augusto disse...

Flor!!!

minha capa, minha mesa, meu copo, minhas vestes, minha sensibilidade, minha alegria, minha tristeza compartilhada, minha esperança, tudo isso junto e misturado, dedico a você, companheira de profissão, de língua e escrita. bjo no coração

Flor de Lys disse...

Oun, que lindo. rs
Fiquei emocionada aqui... senti o pulsar de teu coração!
Muitos beijos, querido amigo de capa e boÊmia! kkkkk
Te adoro, seu doidinho lindo. rs
=)

Bruno Augusto disse...

ando meio dado as letras como pontiagudas facas.. estou cortante!
Sangue é sinônimo de vida, por isso não temo se eu me machucar!

bjo flor de lys

Related Posts with Thumbnails