sexta-feira, 9 de julho de 2010

compreendes?

(Tia Suzeti, moradora daqui de casa! - arquivo pessoal)


É porque não compreendo...
e por não compreender eu sonho,
uma ilusão partida,
nos mais respectivos devaneios.

O poço da coragem
com a força do medo.
Ouvir-te e fingir que não existes,
chorar a dor de tua partida.

Dentre os seres viventes,
vivo ficarás.
No entanto, não estando
a viver me dói esperar.

Podes amar o que não conheces?
Podes reter o que não deténs?
Dentro de ti está tudo isso,
e tuas ânsias te condenam.

Perdes-te moço bobo
teu primeiro grande feito.
Perdeste o sorriso alegre
da esperar a manhã nupcial.

E agora o que fazer?
chorar, sentar, pensar?
sei lá, deixa aquietar,
pois não há coisa no mundo que o tempo não possa curar.

5 comentários:

Flor de Lys disse...

Menino!

Esse povo anda poetando por esses blogs, hein?

Vírus da poesia pegando geral. rs
Vamos ficar em quarentena!

Adorei o poema, poste sempre!!

Bjos, meu amigo!

Bruno Augusto disse...

Lys, minha flor...

é o que estava encantado com uns olhos por ai, esses olhos vieram em ver e eu me deixei levar por eles. Eles me guiaram por algumas horas, o suficiente para me fazer contaminado pela esperança...
Uma Lua de São Jorge, iluminada sobre mim, clareando minhas escuridões... escrevo o que penso, o que quero, e não temo essas linhas não...

Adoro seus coments... psicolega!

bjo

rafa disse...

huasahuahsu.... a lagartixa foi maraaa!!
rsrs
mas o q deu em vc pra colocar ela no blog?
não precisa comentar
kkk

Bruno Augusto disse...

então! caro rafael...
essa imagem foi eu quem fez...

estava pensando em só postar imagens que eu tenha feito... vou fazer o teste daqui und ias pra ver o que dá,,,,
espero aprovação!

Bruno Augusto disse...

então! caro rafael...
essa imagem foi eu quem fez...

estava pensando em só postar imagens que eu tenha feito... vou fazer o teste daqui und ias pra ver o que dá,,,,
espero aprovação!

Related Posts with Thumbnails