quinta-feira, 11 de março de 2010

Fazer o quê?!


...desceu uma lágrima aqui no peito. Bem, ela já vem ensaiando o salto há alguns dias. Sinto uma perda bater a porta, uma resposta que não desejo ouvir, uma atitude que não quero tomar, uma voz que não quero ouvir. Resignar-me em tudo, calar-me no amor, na dor, na exposição sincera da minha vida, na vontade.
Mas vale tanto a pena todo esse sacrifício? Eu posso "suportar mesmo, duas ou três larvas para ver a beleza das borboletas?" Duvido um pouco. Eu não quero mais disfarçar, não quero mais em esconder. Não recebi o caminho que devia, e me abrir para um amor exigente no momento não me é possível...
Não estava quando eu precisava ser abraçado, não esteve quando eu era violentado pelo mundo cruel, não me deu a mão. Pobrezinho, sofre como eu, mas me é muito penoso, agora, ir ao encontro de você! "Eu tentei falar, mas você não soube ouvir, tente admitir.." Eu errei, mas sempre eu terei que retroceder? Isso é cristão eu sei, mas não posso deixar-te mal acostumado. Perdão! Escrevo aqui o que não posso dizer-te pessoalmente!

Um comentário:

Lary disse...

Nossa muito profunto isso!!

Related Posts with Thumbnails