sábado, 20 de junho de 2009

O menino que há em mim


O tempo voou nem percebi
Mas sou o mesmo homem que
Um dia você conheceu
A canção não esqueci
A canção não esqueci
O menino que há em mim
Nasceu pra cantar
Chora como nunca ao sentir
ainda estamos juntos aqui.

Abro o coração
Coloco-me aos seus pés
Noite escura agora é manhã
E falo com rara calma
Sou o que sou sei que, sou fraco, mas sempre
Tive você aqui perto de mim

O espelho me diz que envelheci
E que mal pode existir
Em ter histórias pra contar?
Dos amigos que aqui fiz
Quanta coisa se passou
Ainda estamos juntos aqui
(Rara Calma- Rosa de Saron)
foto cedida por Fernando Nox

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. (Vinicíus de Moraes)
Para os meus grandes amigos, para aqueles que estão no Olho do Furacão, debaixo da Sombra da Cruz, na Noite Escura. Para os que não desistem e para os mais fortes, para os mais fracos e os mais distantes, pelos pequenos e pelos grandes, pelos próximos e pelos não tão próximos, pelos religiosos e pelos que se dedicam a santificação dos homens, pelos terríveis. Por aqueles que quase não vejo e quem não tem foto no meu orkut. Pelos que me chamam de amigo sem mesmo sê-lo, mas que participam da minha vida de modo direto, os colegas. Enfim, a esses todos grandes que trazem dentro de si um menino(a) crescendo, desenvolvendo-se, chorando e cantando ai no mundão do Pai. Não desistam não, a vida tem muito pra dar a vocês ainda. Não pense que ela sempre será meio que madastra, Não não! ela é maldosa as vezes, mas a certeza de que nem tudo está perdido nos anima a sermos melhores, a não achar que o mundo todo é mal-caráter, medíocre, pequeno. Certeza, nos levaremos ao céu... abro o coração, a noite escura logo será manhã... VEM ABRIR AS JANELAS...

11 comentários:

Flor de Lys disse...

Essa calma é muito rara...
realmente...

Marcus Vinicius Feichas disse...

Meu amigo Bruno,

Mundo medíocre, homem medíocre.

Lança o dedo na ferida e a ferida responde. Como responde...

O medíocre, o ordinário, o mediano. Não o medíocre pejorativo amigo. O medíocre humano, não o onipotente. O medíocre enquanto ser finito, com suas "mazelas", misérias. Apenas, medíocre. Médio, limitado, mas guerreiro. E sabes o quanto...

Guerreiro na vontade, na perseverança, na esperança, na luta nossa de cada dia. Guerreiro do amor, guerreiro da paz, guerreiro da amizade.

Um abraço, nada medíocre, mas espetacular, excepcional, genial, de seu amigo de sempre,

Marcus

Felipe Feichas disse...

Meu caro amigo Monge,

Me lembro da primeira vez em que conversamos, dei-lhe uma tremenda patada, mas com razão né. Não pudia acreditar que hoje seríamos amigos, fiéis amigos, e como hein! Fico pensando nisso as vezes, realmente foi Deus que nos uniu. Agradeço primeiramente a Deus por isso e gostaria de agradecer-lhe de maneira especial às suas palavras que me levantaram numa passagem difícil da minha vida, especialmente num dia difícil, mas através de sua tremenda PSICOLOGIA, inteligência e orações, me ajudou e continua me ajudando a superar as dificuldades existentes na vida ... e como ajudou hein.

Abraços,

Felipe

Cinthia disse...

Meu amado mais querido...
Preciso aqui agradecer-te por este belo texto.
Talvez pensaste em mim, principalmente ao escrever duas palavrinhas em especial...
Não preciso aqui mencioná-las. Vc ja conhece...

Sou imensamente grata a Deus pelos momentos que passo ao seu lado. Conheces e participas de coisas restritas a poucos...ou posso ate dizer: coisas, às vezes, que só vc conhece e participa...


Agradeço Deus todos os dias, por vc, pedrinha viva que nosso Divino Rei me deu.. Espero corresponder à altura de sua preciosa companhia...

Quanto aos nossos tropeços, nossas "mediocridades", a "rara calma" que em tempos nos falta, existe Alguem que cuida disso por nós..E que nos dará forças para superar, ou se for de Sua vontade, somente para suportar, sem nada dizer...



Te diligo semper
+

Bruno Augusto disse...

Flor,

pequena Flor de Lys, escondida no jardim de Deus, mas já germinada no mundo. A rara calma ou a calma rara raramente acheganos no tempo propício. Verdade seja dita, passamos por momentos violentos em nossa vida, porém, conforme o evangelho de hoje, temos que acordar aflitos o Senhor para que Ele grite por nós na tempestade. Há uma menina linda dentro de vc, já a vejo despontar na psicologia, no pensamento, na sensibilidade, deixe-a despertar e plante com ele o mundo ressurreto que desejamos..

com rara calma.. BRUNUS

Bruno Augusto disse...

Meu amigo Marcus,

Um amigo como você é um raridade... amigo de rara calma e com um menino dentro si.

Quando ouvi essa música não pude perceber a raridade poética que ela desperta. Fico ouvindo, ouvindo e não me canso. de muito ouvir reparei que a letra foi escrita pra vc. rsrs.. mas isso é uma explicação que terei que partilhar pessoalmente, mas se vc já de ler aí a letra e reparar nela saberá de tudo o que quero dizer... POxa amigo, o tempo pode passar e não significará nada se o que semeou-se não germinar. Não há maldade nenhuma em sofrer, são histórias que a vida guardará na sua imensa biblioteca e mesmo que se passa décadas, milênios, as folhas que foram lacradas não serão abertas e as que precisarem ser serão contadas nos palcos com honras, motivo de glória e alegria para quem as ouve, orgulho de quem soube partilhar da vida o que ela quis dar. Podemos ser fracos, mas a pergunta que nos cabe fazer é não o quando sofremos, mas sim quem estava junto de nós no calvário pedregoso. Lancei o dedo na ferida para que ela sangrasse sim, pois pra mim a canção que um dia eu vi de você, não será esquecida, a canção de suas perspectivas me animam e sempre que eu precisar que vc se lembre dela meterei o dedo ai no seu lado e se ele sangrar não irei derramar uma lágrima. Não tenho mais.
O menino que há em vc não pode deixar de cantar e tem que crescer não na mediocridade e sim na santidade, na grandeza do espírito e da calma.. ah, quem sou eu para falar da rara calma, estressadinho, mto mto mto mto...
Contará a história dos amigos que aqui fez, mtos, e que hoje ainda estão junto e sempre ficarão mesmo que a noite seja escura. Há um Amigo fiel, jardineiro fiel, sábio, imortal, com calma, com santidade, perfeito e belo, Aquele que está sempre perto. Sabe né, Ele não cansa de esperar-te. Foi Ele quem te ensinou a ser guerreiro, foi Ele quem te ensinou a ser Amigo.

Aquele abraço que espero deixar de ser virtual.

Brunus

Bruno Augusto disse...

Meu grande e muito querido amigo Felipe...

Como esperei por essa sua visita aqui, e olha que tem um post lá pra trás todo dedicado a você, mas ainda falta seu comentário...Bom é que você aqui chegou e deixou uma marca sincera de amizade. Confesso que me alegrou muito ler essas linhas e retribuo com uma amizade mais forte do que aquela que você já experimenta.
Eu bem sei dos primeiros dias de nossa amizade e reconheço minha intemperança com relação a você, mas como Deus tem caminhos diferentes dos nossos Ele soube agir no momento oportuno para fortalecer os laços. Eu não me fechei, permaneci no lugar que eu desejava, pus-me a cativar e ia me moldando de acordo com as necessidades. Não compreendia o que poderia ainda vir, nem eu mesmo imaginava um dia entrar dentro da tua casa e da tua morada interior, e não imaginaria que com você ganharia outro tesouro imenso. Afirmei que entraria na minha casa e sentaria em minha mesa porque naquele dia te abri o coração, permiti que você se fizesse morador dali.
Na vida fazemos muitas escolher bem só faz bem, escolher corretamente só traz incentivos. É preciso errar sim, somo imperfeitos, assim fomos criados e nossa natureza responde ao que ela deseja e é impelida a realizar o seus instintos mais escondidos, porém errar e se conformar com o erro não procede de Deus e para ele não orienta um conselho que impeça reforma, para ele não se orienta uma alma fechada no egoísmo. Eu erro, sempre errei e continuarei errado. Não! Dessa forma nos tornamos escravos das imperfeições e não nos dispomos a melhorar. O ostracismo impede-nos de enxergarmos os outros, de sermos sinal de salvação para o outro e estanca nossa realização pessoal. Eu preciso do outro assim como o outro precisa de mim. Somos um conjunto mesmo sendo um.
O menino que há em você parece estar dando sinais de vida feliz e extrovertida. A introspecção é importante e o fechamento dentro de si para a culpa, o medo, não é forma de conhecer a si mesmo e não é ciência. O menino que há em você tem um potencial imenso e eu me orgulho dele me chamar de amigo e me dar o apelido de MONGE. O menino que há em você longe de se parecer com alguém é ele mesmo, é dotado de capacidades singulares e não precisa se fiar no que os outros dizem a respeito dele, mas pode, se quiser, descobrir sua autonomia e buscar seu próprio lugar ao sol. O menino que há em você quer abrir as janelas e precisa de você. O menino que há em você precisa crescer sem nunca deixar de ser criança, pois é nessa fase que as cores são estabelecidas, os cheiros sentidos, os afetos conhecidos e a confiança adquirida. Sua vida é uma beleza, uma benção, uma graça, saiba que para tudo na vida existe um propósito, mesmo o sofrimento, até mesmo o santo sofrimento.

Monge

Bruno Augusto disse...

-NOITE ESCURA-

"se for de Sua vontade, somente para suportar, sem nada dizer..."

Minha grande amiga, amiga do céu, amiga de Deus, filha da Igreja, pura filha da Igreja, grão de ouro provado no fogo e agradável a Deus;
Cito essa sua frase acima, pois logo que a li me veio muitas coisas à cabeça.
De onde nos vem a graça de sofrer por amor a nosso Deus? Loucura do mundo, escândalo para os homens fracos, mas para nós que não vemos a cruz como tortura, mas sim como poder de salvação e sinal de redenção, é força de Deus. "Sim, o sofrimento me estendeu os braços e lancei-me neles como amor". Assim nos diz Santa Teresinha - Doutora da Ciência do Amor -.
Ao cristão, de modo algum falar de sofrimento é penoso, sim, é claro que não buscamos os sofrimentos, mas se ele nos vem o abraçamos como causa de redenção para muitos. Aí entram tantos amigos, amigos fiéis que permanecem em pé, como queixo erguido na frente de batalha e sem esmorecer, ainda que baleados, superam a morte com a ressurreição. Dotados da rara calma, dotados das forças espetaculares do céu suportando, DANDO SUPORTE, para os mais fracos.
"É na nossa fraqueza que se manifesta nossa fortaleza".
A menina que há em ti é impávida e mística. É uma menina pura e muito sincera no olhar e no falar. Correta e livre, muito amante e muito amada, com brilho e encanto singular. Cheia de vida e de santos desejos. Por isso a ela eu digo: "...põe tua confiança no Senhor e os desejos do seu coração ele realizará..."

Assim creio, assim espero, sempre sempre feita a Sua santíssima vontade.

Bruno

Cinthia disse...

"Dá-me uma alavanca" !
O mesmo pedido de nossa Santa Amável Amiga Intercessora...

Para mim, essa alavanca nada mais é do que aquilo que nosso Deus nos faz passar por amor à Ele e aos irmãos..
Amo nossa vida assim, como ela é..Experiências, Sofrimentos, Alegrias, Lágrimas, td isso se junta num único sentimento...

Gratidão Eterna..


Agradeço os elogios à minha pessoa..fiquei ate vermelha diante do computador...rsrsr

Saiba que é td recíproco!!

Amo vc muitissimo..
*Cin*

Bruno Augusto disse...

Amado Amigo Fernando César(amigo de capa).

Precisava resgistar aqui uma especial recordação de ti. Gentilmente cedou sua foto, belíssima por sinal, uma das que mais gosto daquele imenso album. Imenso como você, pois pra quem nao o conhece, esse moço deitado ai tem só 1,98 de altura.. kkk... e a foto com o menininho atrás caiu como uma luva...
"O Menino que há em ti nasceu para cantar". Não duvido disso meu caro amigo, não duvido das cores reais que seu coração, gigante como você, tem para colorir o mundo. Todos os perfumes que ainda tens por exalar na face da terra, do seu pedacinho de terra são de aroma invejáveis e desejados como o ouro, pois de riqueza você está constituído. O menino que há em ti, estranho dizer isso, está em pleno vigor e mesmo quando a lagriminha insiste em cair dos olhinhos espertos logo ele recorre ao grande e sincero amigo interno que cada traz dentro de si.
Lembro-me daquele dia que nos vimos no metrô.. kkk... puxa... pela primeira vez amigos de longa data puderam se achegar perto um do outro e se aconhegar no abraço forte e quente numa manhã fria de São Paulo. Nosso coração batia intrépido dentro de nós como o mundo lá fora se movia e por um momento houve grande silêncio. Realizava-se aqueles pedidos que fazemos quando vemos uma estrela cadente ou quando sopramos as velinhas do bolo de aniversário. Sim, houve silêncio por um instante naquela porção de mundo que é a estação do metrô. O menino que há em ti se encontraava com o menino que há em mim para brincar e trocar as figurinhas que vinham gaurdando de longa data. Foram horas de agradabilíssima companhia, café, Av. Paulista, igreja, latim, fotos, monumentos, cemitério, imagens e cores, pronuncias quais "segredos de liquidificador", seladas no lugar do silêncio, fúnebre, porém cheio de esperança.
Andarei sempre com o coração aberto para receber seus perfumes que o vento as vezes traz, narrando a confiança que nem sei como adquiri e a amizade que só teve o propósito de salvar. Não preciso mencionar o amor que devoto a tua pessoa, preciso? PRECIOSO ÉS PARA DEUS E PARA MIM SE ACASO PRECISARES PODES CONTAR COMIGO... de fato o tenho em grande conta...

O menino que há em ti, nasceu para cantar...

Abração para ti.. amicus in pectore

Bruninho

[nox] disse...

Incrivel como teus outros amigos falam as mesmas palavras que eu tenho pra te falar, é por isso que sabemos que é verdadeiro - porque voce é assim, um ser unico de luz que faz tanta gente feliz. Seja sempre assim meu grande amigo porque assim vc afasta a escuridão e se faz presente em nossa vida como o anjo que você é. Te adoro mais que um montão, mais que uma montanha, mais que você pode imaginar! Um grande Abraço do teu amigão aqui, Fernando NOX

Related Posts with Thumbnails