quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Abraço de Pai

Quanto eu esperei ansioso queria te ver
e te falar o que há em mim, já não podia me conter.
Me decidi Senhor hoje quero rasgar meu viver
e te mostrar meu coração, tudo o que tenho e sou.


E por mais que falem, não vou desistir
eu sei que nada sou, por isso estou aqui.
Mas eu sei que o amor que o Senhor tem por mim
é muito mais que o meu, sou gota derramada no mar.
Quanto tempo também o Senhor me esperou,

nas tardes encontrou saudade em meu lugar,
mas eu me ver na estrada ao longe voltar
num salto se alegrou e foi correndo me encontrar.
E não me perguntou nem por onde eu andei,
dos bens que eu gastei, mais nada me restou,
mas olhando em meus olhos somente me amou
e ao me beijar me acolheu num ABRAÇO DE PAI.

PARA QUEM NÃO PODE MORRER!

Um comentário:

Marcus Vinicius Feichas disse...

Caro amigo Bruno,

Quando dizem que uma imagem diz mais que mil palavras certamente não pensaram que mil palavras juntas dizem nada frente a algumas imagens.

Imagens soltas dizem muito. Imagens unidas, gritam ao mundo, suspiram por um olhar demorado.

Lindo post, espetacular montagem, esplendorosa criação.

Abraços,

Marcus Vinicius

Related Posts with Thumbnails